Entrevista Jornal Observador 5.3.2016 | As ostras chegaram de caravela e agora regressaram ao Sado de avião - Découverte Ostras
598
post-template-default,single,single-post,postid-598,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,columns-4,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.3,vc_responsive

Entrevista Jornal Observador 5.3.2016 | As ostras chegaram de caravela e agora regressaram ao Sado de avião

Entrevista Jornal Observador 5.3.2016 | As ostras chegaram de caravela e agora regressaram ao Sado de avião

Uma vez por ano, João Silva, produtor de ostra no estuário do Sado, recebe sementes provenientes de França. As ostras bebé fazem a viagem de avião, acomodadas aos milhares, numa pequena caixa devidamente acondicionada. “Nesta altura medem em média seis milímetros, são minúsculas”, diz João Silva. Esta é a ostra japonesa, conhecida também como ostra do Pacífico, a espécie Crassostrea gigas.

Ver a notícia completa em …

http://observador.pt/2016/03/05/as-ostras-chegaram-caravela-agora-regressaram-ao-sado-aviao/